icon-emailicon-facebookicon-instagramicon-nexticon-playicon-previcon-twitter
Fetrafi-MG CUT Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro

NOTÍCIAS

26/03/2020
Mercantil irá atender no máximo só dez clientes por vez

A Fetrafi-MG/CUT e os SindicatoS dos Bancários cobraram do setor de Recursos Humanos do Mercantil do Brasil nesta quarta (25), que o banco implemente novo horário de atendimento, de 10 às 14h, como orientado pela Fenaban.
O banco respondeu que, em razão de seu público alvo, que são os beneficiários e pensionistas do INSS, as agências irão ficar abertas em horário normal, até as 16h, inclusive com a antecipação de abertura para as 9h. Como justificativa, o Mercantil levantou a questão social e a vulnerabilidade dos aposentados e pensionistas que necessitam receber seus benefícios para subsistência.
Segundo o RH do banco, a Fenaban não estipula, mas sim orienta o horário dos bancos e cada instituição é responsável por seu próprio horário, de acordo com sua especificidade e dentro do tempo mínimo suficiente.
Em relação ao número de clientes atendido por agência, o Mercantil garantiu que serão atendidos, no máximo, dez clientes simultaneamente por unidade, mesmo nas de grande porte. Nas unidades de pequeno porte, os atendimentos devem ser feitos, em média, de três em três clientes.
Também segundo o banco, estão suspensas as demissões durante o período de pandemia.
Os Sindicatos e a Fetrafi-MG/CUT seguem pressionando o banco para que sejam implementadas políticas de prevenção e bem-estar para os funcionários diante da atual disseminação do coronavírus.
A presidente das Fetrafi MG/CUT, Magaly Fagundes, afirmou que a entidade cobrou medidas de proteção ao emprego e foi atendida com a garantia de que nenhuma demissão sem justa causa poderá ocorrer no Mercantil nesse momento de pandemia. “Cobramos, também, a antecipação do 13º salário e demais garantias e proteção aos trabalhadores. Nossa luta sempre será a favor dos bancários”, ressaltou.

TAGS: #Saúde