icon-emailicon-facebookicon-instagramicon-nexticon-playicon-previcon-twitter
Fetrafi-MG CUT Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro

NOTÍCIAS

30/10/2019
Sindicato apoia candidatura de Rita Serrano para o CA da Caixa

O Sindicato apoia a candidatura à reeleição da atual conselheira, Rita Serrano, para a eleição de representantes dos trabalhadores no Conselho de Administração da Caixa Econômica Federal. O pleito será entre os dias 18 e 22 de novembro.

“Esse apoio é que dá o respaldo para fazer o enfrentamento que precisamos realizar no Conselho contra o fatiamento da Caixa e o ataque aos direitos dos empregados. É a primeira vez que as entidades se unem em uma eleição, por entenderem que o momento exige uma visão mais ampla e o fortalecimento da nossa capacidade de luta. A empresa e o país estão sob risco e precisamos estar juntos para resistir”, disse a conselheira, se referindo à união das entidades representativas dos empregados do banco, sindicatos e federações de bancários, e centrais sindicais em torno de uma mesma candidata, que luta em defesa da Caixa 100% pública e dos direitos dos trabalhadores, ameaçados pela política privatista do atual governo.

Eleição

O primeiro turno do pleito ocorrerá de 18 a 22 de novembro. O resultado será divulgado no dia 22 de novembro no Portal do Empregado. Caso nenhum candidato obtenha 50% mais um dos votos, haverá segundo turno de 2 a 6 de dezembro. Foram inscritas 203 candidaturas.

Podem votar todos os empregados ativos, mesmo estando de férias ou licença. A eleição será realizada pela rede do banco. O empregado deverá acessar eleicaoca.caixa, usando sua matrícula e senha.

CA Caixa

O Conselho de Administração é a principal instância decisória do banco. Define as políticas de atuação da empresa. Na Caixa, possui oito membros: o presidente do banco, seis conselheiros indicados pelo Ministério da Economia e um eleito.

Conquista histórica dos trabalhadores, como resultado da luta das entidades sindicais e associativas de todo o país, a eleição de representante dos empregados na Caixa tornou-se realidade a partir de 2013, quando ocorreu o primeiro pleito.

O papel do conselheiro eleito é representar os anseios dos trabalhadores, defender a integridade do banco e fiscalizar as ações da gestão. Podem participar do pleito empregados da Caixa que tenham formação escolar e profissional condizente com o cargo e outros critérios previstos no estatuto do banco. O eleito não pode participar das pautas que tratam das relações de trabalho.

Rita Serrano

Empregada da Caixa desde 1989, Rita Serrano participa do CA desde 2014, quando ocupou o cargo de suplente, sendo eleita titular em 2017. Mestre em Administração e graduada em Estudos Sociais e História, a atual conselheira tem longa trajetória no movimento sindical e social. Foi presidente do Sindicato dos Bancários do ABC entre 2006 e 2012, coordena desde 2015 o Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas e atualmente faz parte do Conselho Fiscal da Fenae.

“Um grande marco da nossa gestão foi ter conseguido impedir que a Caixa se tornasse S.A. (sociedade anônima) por duas vezes. A primeira por conta do Projeto de Lei 555, quando liderei, por meio do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, o processo contra a aprovação do projeto. E, em seguida, no debate da mudança estatutária da Caixa, em 2017, pois conseguimos articular uma grande frente nacional e a iniciativa foi derrotada”, relatou a conselheira.

Da Redação com Contraf-CUT

TAGS: #Caixa Econômica