icon-emailicon-facebookicon-instagramicon-nexticon-playicon-previcon-twitter
Fetrafi-MG CUT Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro

NOTÍCIAS

03/08/2017
Santander obtém maior lucro de sua história no Brasil

O banco Santander no Brasil obteve o maior lucro líquido gerencial de sua história no 1º semestre de 2017. Nos seis primeiros meses do ano o lucro do banco foi de R$ 4,615 bilhões, um crescimento de 33,2%, em relação ao mesmo período de 2016 e de 2,4% em relação ao 1º trimestre de 2017. A rentabilidade (retorno sobre o Patrimônio Líquido médio anualizado – ROE) ficou em 15,9%, com aumento de 3,1 pontos percentuais em doze meses. O Brasil continua sendo o país mais lucrativo entre todos nos quais o banco atua. O lucro obtido no Brasil representa 26% do lucro global da Instituição, € 3,616 bilhões. Em seguida vem o Reino Unido, com 17%, e a Espanha, com 15%.

Mas, o excelente desempenho do banco no Brasil não foi suficiente para impedir a redução de postos de trabalho no país. A holding encerrou o 1º semestre de 2017 com 46.596 empregados, com queda expressiva de 2.281 postos de trabalho em relação ao mesmo período no ano passado, sendo 301 a menos no trimestre. Foram fechadas 11 agências e três postos de atendimento bancários (PABs) no período.

“Os ganhos expressivos obtidos no Brasil não se traduziram em nenhuma contrapartida social, já que o banco segue fechando agências e demitindo milhares de pais e mães de família, trabalhadores que geraram esse lucro astronômico por meio do seu esforço e dedicação”, criticou Maria Rosani, coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander.

Bradesco e Itaú
O Bradesco obteve um lucro líquido ajustado de R$ 9,352 bilhões no primeiro trimestre deste ano, com crescimento de 13% em relação ao mesmo período de 2016 e de 1,2% no trimestre.

Segundo análise do Dieese, a holding encerrou o 1º semestre de 2017 com 105.143 empregados, com alta de 15.719 postos de trabalho em relação ao mesmo período no ano passado, também influenciado pela aquisição do HSBC. Após a aquisição, em setembro de 2016, o quadro já se reduziu em 4.779 postos.

Esse quadro deverá ser ainda mais afetado quando se mostrarem os resultados da adesão ao Plano de Desligamento Voluntário Especial (PDVE) que o banco abriu em julho e que deve ser encerrado em 31 de agosto.

O Itaú Unibanco fechou o primeiro semestre deste ano com lucro de R$ 12,3 bilhões, um crescimento de 15% na comparação com o mesmo período 2016. Já o lucro no segundo trimestre foi de R$ 6,2 bilhões, o que representa uma leve queda de 0,1% na comparação com os três meses anteriores.

Por outro lado, a holding encerrou o primeiro trimestre de 2017 com 81.252 empregados no país, redução de 961 postos de trabalho em relação a junho de 2016.

TAGS: #Emprego