icon-emailicon-facebookicon-instagramicon-nexticon-playicon-previcon-twitter
Fetrafi-MG CUT Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro

NOTÍCIAS

01/04/2021
ALERTA: PREVENÇÃO ‘MEIA-BOCA’ DO SANTANDER PODE GERAR FILAS E AGLOMERAÇÕES NAS AGÊNCIAS

Após a implantação de medidas anunciadas pelo banco Santander como prevenção ao Coronavírus, a diretoria do Sindicato dos Bancários de Uberaba e região questionou o setor de relações sindicais do banco.

O banco fechou a agência central da Avenida Leopoldino de Oliveira (onde funcionou o Banespa) e transferiu os funcionários para outras agências. No entanto, não promoveu o contingenciamento dos funcionários (menos de 10% do quadro está em home office ou banco de horas, por exemplo), conforme anunciou aos clientes como medidas necessárias de combate ao Coronavírus.

Para o Sindicato, fechar agência e não promover o contingenciamento é uma medida pela metade e pode ter o efeito inverso do que foi previsto. Ou seja, aumentar o fluxo e aglomeração nas agências - de funcionários e clientes - principalmente no começo do mês, quando ocorre pagamentos dos aposentados.

"O entendimento que temos é que, ao tomar a medida dessa maneira, "meia-boca", o Santander está apenas fazendo um laboratório para fechamento definitivo de uma das agências na praça. E o pior, debaixo de um discurso de prevenção contra a Covid-19", analisa o presidente do Sindicato dos Bancários de Uberaba, Diego Bunazar.

A Relações Sindicais do banco respondeu ao sindicato que parte das medidas seria implantada apenas onde houver feriados prolongados. E o sindicato informou que vai acompanhar de perto as mudanças e denunciar quando houver filas e aglomerações geradas nesse período.

TAGS: #SANTANDER